Os alimentos oferecidos aos nossos filhos até os 10 anos de idade são determinantes para a formação do seu paladar.

Oferecer uma variedade de alimentos saudáveis e saborosos durante essa fase é crucial para o desenvolvimento de um bom paladar. O paladar começa a ser percebido por volta da 8ª semana de vida intrauterina. O alimento que a mãe come é digerido no estômago, os nutrientes caem na corrente sanguínea e seguem para o líquido amniótico, do qual o bebê se alimenta.

Quando o bebê nasce, ele se alimenta do leite materno, que também transfere para o bebê os nutrientes e sabores do que a mãe come. Por volta dos seis meses começa a introdução alimentar, que é determinante para o desenvolvimento do paladar. Aquilo que é oferecido para a criança pelas pessoas mais próximas (pais, avós, educadores) até os 10 anos, período que o paladar é desenvolvido, será provavelmente aquilo que ela irá preferir para o resto da vida.

Quando nascemos, temos cerca de 7.500 botões gustativos. Por isso as crianças têm o paladar muito aguçado. No entanto, elas ainda não têm a memória sensorial formada, ou seja, não viveram experiências de contato com muitos alimentos, como os adultos. Ao longo da vida estes botões gustativos diminuem, o que significa que a percepção do sabor dos alimentos pode ser modificada. Aos 18 anos, chegamos a ter 2.500 botões gustativos. E a partir dos 65 anos, o número vai caindo gradativamente para até chegar a cerca de 1.500 botões gustativos por volta dos 70 anos.

Aqui estão 5 dicas para te ajudar na formação do paladar do seu filho:

  1. Ofereça uma variedade de alimentos saudáveis e saborosos.

  2. Ensine o seu filho a experimentar novos sabores e texturas.

  3. Incentive o seu filho a mastigar bem os alimentos.

  4. Ajude o seu filho a compreender que todos os alimentos têm valor nutricional.

  5. Respeite as preferências do seu filho, mas não ceda sempre às suas vontades.

É essencial oferecer aos nossos filhos uma variedade de alimentos saudáveis e saborosos durante os 10 primeiros anos de suas vidas, pois é nessa fase que se dá o desenvolvimento do paladar. Ao introduzir novos sabores e texturas na dieta da criança, estamos estimulando seu apetite por alimentos saudáveis e ajudando a formar um bom paladar. Com isso, eles terão mais facilidade em aderir a uma dieta balanceada na vida adulta.